Este espaço se propõe a reunir material sobre loucura e todo o aparato que a envolve. Espaço para memória, videos, leituras, noticias e tudo o mais que nos cair em mãos em nossa tarefa diária de pensar sobre o tema.Também postaremos materiais que, ainda que não se relacionem diretamente com o tema, esclarecem o pensamento de autores importantes para se chegar lá. Doiduras, maluquices, vesânias de toda sorte serão bem vindas.

31 de mai de 2011

Rotelli em Porto Alegre/RS

II Seminário Internacional "Loucos pela Vida – 20 Anos de Construção Coletiva"

A Secretaria Estadual da Saúde promove nesta sexta-feira (3), das 9h às 12h, o II Seminário Internacional Loucos pela Vida – 20 Anos de Construção Coletiva. O encontro tem entrada franca e ocorre na Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária – FEPAGRO (Rua Gonçalves Dias, 570, bairro Menino Deus em Porto Alegre/RS). Durante o evento será assinado um termo de cooperação entre a Secretaria Estadual da Saúde e a Conferência Permanente para Saúde Mental no Mundo, coordenada pelo médico psiquiatra e participante do seminário Franco Rotelli. Também estarão presentes o vice-governador Beto Grill e o jornalista Marcos Rolim, autores da primeira Lei da Reforma Psiquiátrica brasileira (lei nº 9.716/1992), e a professora Maria Fernanda Nicácio. A mesa de debates contará com a participação do diretor do Hospital Psiquiátrico São Pedro, Lúcio Barcelos, do coordenador do Fórum Gaúcho de Saúde Mental, Paulo Michelon, e da diretora do Departamento de Ações em Saúde, Sandra Fagundes. Mais informações podem ser obtidas junto à equipe de Saúde Mental do Estado, pelo telefone (51) 3288.5909 ou 5908 ----------------------------------------------------------------------------- Inscrições serão feitas no local do evento.

26 de mai de 2011

FILME

No Brasil recebeu o título infeliz de "Esquizofrenia". Infeliz porque   em nenhum momento  o filme recorre  à explicações psicopatológicas. 
O título original seria "Keane", o nome do homem cuja vida é retratada. 
E é isso que o filme é: a história de um homem e sua dor de existir.
Escrito e dirigido por Lodge Kerrigan, tem  Damian Lewis em atuação brilhante junto à carismática Abigail Breslin ( de Little Miss Sunshine).

la folie et l'amour - fable de La Fontaine


                                                                                                           Illustration de Oudry


 Tout est mystère dans l'amour, 
Ses flèches, son carquois, son flambeau, son enfance :
          Ce n'est pas l'ouvrage d'un jour 
          Que d'épuiser cette science.
Je ne prétends donc point tout expliquer ici: 
Mon but est seulement de dire, à ma manière, 
          Comment l'aveugle que voici 
(C'est un dieu), comment, dis-je, il perdit la lumière, 
Quelle suite eut ce mal, qui peut-être est un bien;
J'en fais juge un amant, et ne décide rien.

La Folie et l'Amour jouaient un jour ensemble 
Celui-ci n'était pas encor privé des yeux.
Une dispute vint: l'Amour veut qu'on assemble 
          Là-dessus le conseil des dieux;
          L'autre n'eut pas la patience;
     Elle lui donne un coup si furieux, 
          Qu'il en perd la clarté des cieux.
          Vénus en demande vengeance.
Femme et mère, il suffit pour juger de ses cris:
          Les dieux en furent étourdis, 
          Et Jupiter, et Némésis, 
Et les juges d'enfer, enfin toute la bande.
Elle représenta l'énormité du cas:
« Son fils, sans un bâton, ne pouvait faire un pas :
Nulle peine n'était pour ce crime assez grande :
Le dommage devait être aussi réparé. » 
          Quand on eut bien considéré 
L'intérêt du public, celui de la partie, 
Le résultat enfin de la suprême cour 
          Fut de condamner la Folie 
          A servir de guide à l'Amour.

                                    Jean de La Fontaine, Fable XIV,                         Livre XII.




No Amor tudo é mistério: 
suas flechas e sua aljava, sua chama e sua
infância eterna.
Mas por que o amor é cego?
Aconteceu que num certo dia 
o Amor e a Loucura brincavam juntos.
Aquele ainda não era cego. 
Surgiu entre eles um desentendimento qualquer.
Pretendeu então o Amor que se reunisse, para tratar do assunto, o conselho dos deuses. 
Mas a Loucura, impaciente, deu-lhe uma pancada tão violenta
que lhe privou da visão.
Vênus, mãe e mulher, pôs-se a clamar por vingança, aos gritos. 
E diante de Júpiter, Nêmesis — a deusa da vingança — 
e de todos os juízes do Inferno, 
Vênus exigiu que aquele crime fosse reparado. 
Seu filho não podia ficar cego.
Depois de estudar detalhadamente o caso, 
a sentença do supremo tribunal celeste consistiu em condenar 
a Loucura a servir de guia ao Amor.





                                       Jean de La Fontaine, Fabula XIV,                         
Livro XII.

4 de mai de 2011

Imagens do louco no tarô

No tarô o sentido dado à figura do louco  parece ser  de mudança, de desprendimento, de superação de limites, espontaneidade , impulsividade, inconsciência, alienação...











3 de mai de 2011

CURSO DO SEDES


O CENTRO DE FILOSOFIA DO INSTITUTO SEDES SAPIENTIAE REALIZARÁ O CURSO

 INTERCESSÕES SOCIAIS E EXPERIMENTAÇÕES MINORITÁRIAS: DIÁLOGO ENTRE A CLÍNICA E O SOCIAL

Coordenação: Doralina Rodrigues Carvalho

CORPO DOCENTE:
Beto Sporleder; Bruna Lídia Tano; Diego Napolitano Curceli; Fernanda Ratto; Igor Dias Caldeira Marques; Marina da Silva Rodrigues; Mário César da Silva; Max Fagotti.

Objetivo:
A Ecoclínica é um coletivo de terapeutas-filósofos-artistas que cria suas intercessões a partir das zonas de vizinhança entre as criações conceituais e a vida. Com a expectativa de ativar um espaço de diálogo e experimentação, oferece este curso, que é direcionado a trabalhadores e interessados em políticas públicas e tem por objetivo desenvolver conceitos e dispositivos terapêuticos que sirvam como ferramentas para intercessões clínico-sociais.
Objetivamos, também, tratar a relação entre política, cultura e subjetividade, visando a possibilidade de instauração de processos de produção social como planos de resistência às políticas assistencialistas.
Esperamos, com este curso, criar um exercício do pensamento e a efetuação de oficinas que elevem a nossa potência como intercessores sociais. Potência que se constitui na afirmação de um desejo produtivo e de uma ética da alergia que se processa sob circunstâncias trágicas. Talvez seu objetivo maior seja mesmo criar rupturas com a tirania do drama, da burocracia ou de políticas assistencialistas, usurpadores da possibilidade de criação de uma outra sociabilidade e autonomia nas relações sociais.

Conteúdo Programático:

Trabalhando conceitos:
- Produção de subjetividade hegemônica;
- Produção de subjetividades sucateadas;
- Produção de processos singulares de subjetivação.

Problematizando o institucional:
- Sociedade disciplinar e sociedade de controle;
- A questão da ética e da moral nas práticas institucionais;
- Cartografias da saúde mental, da assistência social e outras políticas públicas atuais.

Tecendo micropolíticas:
- Problemáticas emergentes no exercício da cidadania;
- Como criar processos de resistência e autonomia às políticas assistencialistas e burocráticas;
- Construção de novas formas de associação e sociabilidade.

Destinado a: Trabalhadores e interessados em políticas públicas.

Horário: segundas-feiras, das 19h30 às 21h30.

Duração: 06/06/2011 a 25/07/2011

Carga Horária: 16 horas

Vagas: 25

Matrículas até: 06/06/2011

Preço do curso:
Na secretaria do Sedes: R$ 336,00 à vista ou três cheques de R$ 118,00.
Via Internet: cartão de crédito VISA.



(colaboração para baudaloucura de Pedro Meinberg)

Laboratório Integrado de Diversidade Sexual, Políticas e Direitos

(divulgação à pedido de Marco José Duarte)

Comemorações do Instituto Gregório Baremblit de Frutal